Nossas torras

"Fresh Roast" é o termo que usamos para definir o quanto priorizamos oferecer uma torra fresca ao nosso cliente. Para tanto, trabalhamos com torras sob demanda, conduzidas com rigor e de forma controlada.

Cafés especiais ( >80 pts SCA) normalmente têm suas qualidades melhor ressaltadas em torras médias e assim padronizamos nossas torras. Contudo, para darmos ênfase a alguns atributos dos grãos, conduzimos as torras com uma variação na temperatura final, alterando também levemente a cor final dos grãos.

Ratificamos pois que para nossos grãos arábica, as torras média clara (Full City) à média escura (Vienna) são as que mais evidenciam a qualidade dos grãos; em que aromas e sutilezas gustativas emergem de modo marcante nos métodos extrativos em geral.

Nas torras mais claras percebe-se melhor uma acidez desejada em equilíbrio um leve corpo da bebida.

À medida que o tempo e temperatura de torra aumentam, a tendência é evidenciar notas florais ou frutadas, ou até mesmo caramelo e chocolate, a depender da matriz do grão. Com acréscimo de mais energia, emerge amargor, reduzindo muito sua acidez, dulçor e notas sensoriais.

 

Em outras palavras, nas torras mais acentuadas o café perde as características que o tornam especial.

Trabalhamos com perfis de torras, em que o mestre conduz o avanço por meio de uma curva, definindo o grau de torra desejado pela relação entre energia aplicada, tempo e fluxo de ar no interior do torrador. 

Ao atingir o grau desejado, a torra é interrompida e imediatamente resfriada. Posteriormente, a coloração do produto é checada com padrões de cores, quando se define uma numeração em escala colorimétrica (Agtron).

Agora que já sabe sobre nossas torras, conheça as Linhas de grãos que trabalhamos!

85